Voltar

Informativo Diário

05/06/2019

DÓLAR RECUA PELO TERCEIRO PREGÃO CONSECUTIVO E MERCADO DE SOJA PERMANECE CALMO

Na terça-feira, o mercado interno de soja manteve-se em ritmo lento nas diferentes praças de negociação do país. A moeda norte-americana segue seu ritmo de queda, atingindo a mínima de R$ 3,85 ao longo do pregão. Entretanto, a oleaginosa encerrou com ganhos em Chicago e as cotações tiveram oscilação mista no mercado doméstico. Com preços pouco atrativos, os agentes permanecem distantes das negociações e poucos negócios foram registrados ao longo do dia no país.

RS: oscilação mista nas cotações e aproximadamente 50 mil toneladas foram negociadas ao longo do dia. A comercialização da safra 2018/19 está estimada em cerca de 43% no estado.

PR: houve alta nos preços, mas poucos negócios foram reportados no estado. A comercialização da safra 2019/20 está estimada em aproximadamente 13%.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão, no farelo e no óleo nesta terçafeira. Nas posições spot, ganhos de 0,31% no grão, de 0,15% no farelo e de 0,54% no óleo.

• O mercado buscou suporte no atraso do plantio dos Estados Unidos, confirmado no relatório do final da tarde de ontem. Os números ficaram na parte de baixo da estimativa de analistas. As informações são da Agência Reuters.

• O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução de plantio das lavouras de soja. Até 2 de junho, a área plantada estava apontada em 39%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 86%. A média é de 79%. Na semana anterior, o percentual era de 29 pontos.


CHINA A China disse que a disputa comercial com os Estados Unidos deve ser resolvida com diálogo, após o governo norte-americano afirmar ontem que Pequim deturpou os acontecimentos que levaram ao atual impasse nas negociações comerciais. "O lado chinês sempre acredita que as diferenças e fricções entre os dois lados no campo econômico e comercial terão que ser resolvidas através do diálogo e da consulta. No entanto, consultas são baseadas em princípios e precisam ser baseadas em respeito mútuo, igualdade e benefício mútuo", disse um porta-voz do ministério do Comércio da China, em comunicado.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em queda de 0,82% no mercado à vista, cotado a R$ 3,8580 para venda - no menor valor de fechamento desde 15 de abril (R$ 3,8680) - com o otimismo prevalecendo entre os investidores em meio a sinais de avanços na tramitação da reforma da Previdência, com as votações de medidas provisórias (MPs) nos últimos dias. Hoje, o mercado repercutiu a votação da MP 871 ontem no Senado. O texto, que contém medidas de combate à fraude no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), propõe uma economia anual de R$ 10 bilhões aos cofres públicos e segue para sanção presidencial.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax