Voltar

Informativo Diário

05/11/2020

COM FORTE QUEDA DO DÓLAR E IMPORTAÇÕES DE SOJA, PREÇOS RECUAM NO PARANÁ

Na quarta-feira, o mercado interno de soja permaneceu travado nas principais praças de negociação do país. A firme queda do câmbio, sendo a maior desde meados de agosto, contribuiu para mais uma sessão de lentidão no mercado físico. Com registros de importação de soja envolvendo aproximadamente 100 mil toneladas para esse mês, as cotações chegaram a recuar em algumas regiões, principalmente no estado do Paraná. Diante disso, o foco dos agentes permanece nos trabalhos de semeadura.

RS: dia de cotações nominais e mercado pouco ofertado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, havia possibilidade de negócios até R$ 144 por saca. No interior do estado, havia possibilidade de negócios até R$ 173 por saca FOB para embarque e pagamento em meados de dezembro deste ano.

PR: mercado vazio de ofertas e cotações mais fracas no disponível. Para embarque em março/21 e pagamento no final de abril/21, indicações de compra na faixa de R$ 142 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações de compra na faixa de R$ 175 por saca no disponível. Com condições favoráveis, o plantio da safra de soja de 2020/21 em Campo Mourão, no noroeste do estado, atinge 70% da área projetada.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão, no farelo e no óleo quarta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 1,88% no grão, de 2,25% no farelo e de 1,80% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/20 do grão atingiu a máxima de US$ 10,79 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 10,8150/bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 16 pontos nos principais vencimentos. O vencimento janeiro/21 operava com ganhos de 14,75 pontos, com negócios a US$ 10,79 por bushel.

• A demanda firme pelo produto dos Estados Unidos, as preocupações com o potencial produtivo naquele país e a previsão de clima seco na América do Sul impulsionaram os preços.

• Os sinais são de demanda aquecida pela soja americana, incluindo o embarque de 38 mil toneladas para o Brasil, maior exportador mundial e principal concorrente no mercado externo. Amanhã, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgará seu levantamento semanal para embarques e o mercado aposta em número entre 800 mil e 1,7 milhão de toneladas.

• Em setembro, os americanos embaraçaram 7,78 milhões de toneladas de soja em grão, conforme números oficiais. O volume é o dobro do exportado no mesmo mês do ano passado e 73% maior que agosto. Mais de 5 milhões de toneladas tiveram como destino o mercado chinês.

• O rendimento final da safra americana também preocupa. A expectativa é de revisão para baixo na previsão de safra do USDA. Os investidores procuram um melhor posicionamento. O relatório de novembro será divulgado no dia 10.

• Boa parte da alta de hoje também foi assegurada pelas preocupações com o clima na América do Sul. Mesmo com o avanço do plantio no Brasil, as chuvas não são uniformes e regulares.

• Em dia de acirrada disputa pela presidência dos Estados Unidos, o mercado financeiro internacional teve um dia tranquilo, com petróleo e ações em alta e dólar em baixa. A serenidade também tomou conta dos mercados de commodities agrícolas.


CHINA As importações de soja da China no ano comercial 2020/21 - que inicia no dia 1o de outubro de 2020 - podem somar de 95 milhões de toneladas, ante 98,5 milhões na temporada anterior. As informações são do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A produção de soja foi estimada em 17,9 milhões de toneladas em 2020/21, ante 17 milhões na temporada anterior.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em forte queda de 1,83% no mercado à vista, cotado a R$ 5,6570 para venda, na maior queda percentual desde 28 de agosto, em sessão de espera pelo resultado da eleição presidencial nos Estados Unidos, no qual a apuração foi iniciada ontem. Apesar de apertada, a ligeira vantagem do candidato democrata, Joe Biden, animou os mercados de países emergentes, mesmo diante a possibilidade de judicialização do processo eleitoral.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax