Voltar

Informativo Diário

21/12/2020

SOJA SE MANTÉM ACIMA DOS US$ 12,00 EM CHICAGO, PREÇOS AVANÇAM, MAS COMERCIALIZAÇÃO SEGUE TRAVADA

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana lento nas diversas praças de negociação do país. Em dia de firme alta em Chicago, a commodity se estabeleceu acima dos US$ 12,00 por bushel. O câmbio continua volátil e fechou praticamente estável. No mercado físico, os preços permanecem regionalizados, avançando em algumas regiões. Apesar da melhora nos preços, o mercado permanece vazio de ofertas e não foram reportados negócios significativos ao longo do dia.

RS: preços firmes em um mercado vazio de ofertas. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, havia possibilidade de negócios até R$ 144 por saca no melhor momento do dia. No interior do estado, havia possibilidade de negócios entre R$ 140 e R$ 142 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de dezembro/janeiro, porém sem contrapartida de vendas.

PR: mercado bastante lento e cotações nominais. Para embarque e pagamento em meados de março/21, indicações de compra na faixa de R$ 140 por saca CIF na região portuária, também no melhor momento do dia. Na região oeste, indicações de compra até R$ 140 por saca no disponível, porém não houve registro de volumes significativos comercializados.


CHICAGO(CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão e no óleo, e em alta no farelo na sexta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 1,56% no grão, de 1,91% no farelo e de 0,35% no óleo. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,20/bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 14,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/21 operava com ganhos de 14,5 pontos, com negócios a US$ 12,20 por bushel.

• Com isso, a valorização semanal subiu para 4,8%, impulsionada pelas preocupações com o clima na América do Sul e pela boa demanda pela soja americana.

• Após romper ontem a casa de US$ 12,00, o contrato janeiro ganhou também impulso técnico, com fundos e especuladores marcando presença na ponta compradora. A posição atingiu os melhores níveis em mais de 6 anos e meio.


CHINA Os líderes da China disseram em uma reunião econômica anual que o governo fornecerá o apoio necessário para a recuperação econômica enquanto se move para estabilizar a alavancagem geral. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". A promessa foi feita durante a Conferência de Trabalho Econômico Central da China, uma reunião de três dias concluída hoje para definir as metas econômicas do governo para o ano seguinte.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em leve alta de 0,07% no mercado à vista, cotado a R$ 5,0840 para venda, em sessão volátil e de cautela local, em meio à ruídos políticos, e no exterior ao passo que o mercado aguarda avanços nas negociações entre republicanos e democratas quanto a um novo pacote de estímulo fiscal norte-americano. Na semana, a moeda estrangeira subiu 0,73% e interrompeu a sequência de quatro recuos semanais seguidos.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax