Voltar

Informativo Diário

08/12/2020

MERCADO DE SOJA INICIA A SEMANA BASTANTE VOLÁTIL, PREÇOS CONTINUAM RECUANDO E OS NEGÓCIOS SEGUEM ESCASSOS

Na segunda-feira, o mercado interno de soja iniciou a semana bastante lento nas diferentes praças de negociação do país. A commodity iniciou a semana com bastante volatilidade em Chicago, oscilando entre US$ 11,49 e US$ 11,69 por bushel ao longo do dia. Da mesma forma, o câmbio chegou a operar nos níveis de R$ 5,05 durante a sessão, mas recuperou e encerrou próximo à estabilidade. Com isso, os preços seguem recuando no mercado físico e a comercialização da oleaginosa permanece travada no país. As chuvas do final de semana trouxeram alívio para os produtores, porém, no estado de Goiás, ficaram aquém do esperado.

RS: os preços continuam recuando no estado e o mercado permanece travado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, havia possibilidade de negócios até R$ 138 por saca no melhor momento do dia. No interior do estado, havia possibilidade de negócios entre R$ 147 e R$ 148 por saca FOB para embarque e pagamento em meados de dezembro/janeiro, porém sem contrapartida de vendas.

PR: mercado vazio de ofertas e preços nominais no estado. Para embarque e pagamento em meados de maio/21, indicações de compra na faixa de R$ 136 por saca CIF na região portuária, também no melhor momento do dia. Na região oeste, indicações de compra até R$ 143 por saca no disponível, porém sem contrapartida de venda.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, no farelo e no óleo na segunda-feira. Nas posições spot, as perdas foram de 0,38% no grão, de 0,59% no farelo e de 0,81% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato novembro/20 do grão atingiu a máxima de US$ 11,69 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 11,5850/bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 4,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/21 operava com ganhos de 3,5 pontos, com negócios a US$ 11,6850 por bushel.

• Em dia de muita volatilidade, as primeiras posições fecharam em baixa, pressionadas pelo retorno das chuvas no Brasil. As demais posições subiram, impulsionadas pela boa demanda americana.

• As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 2.297.316 toneladas na semana encerrada no dia 3 de dezembro, conforme relatório semanal divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado esperava 1.850.000 toneladas.

• Na semana anterior, as inspeções haviam atingido 2.423.867 toneladas. No ano passado, em igual período, o total fora de 1.402.627 toneladas. No acumulado do ano-safra, iniciado em 1 de setembro, as inspeções estão em 29.420.290 toneladas, contra 17.374.538 toneladas no acumulado do ano-safra anterior.

• O Departamento deverá reduzir a sua estimativa para os estoques de soja americanos e globais para a temporada 2020/21. O relatório de dezembro do Departamento será divulgado na quinta, às 14hs.

• Analistas consultados pelas agências internacionais apostam em estoques dos EUA em 165 milhões de bushels. Em novembro, a previsão ficou em 190 milhões.

• A previsão para os estoques finais globais em 2020/21 é de 85,5 milhões de toneladas, contra 86,5 milhões projetados no mês passado. Para 2019/20, o USDA deverá reduzir a estimativa de 95,3 milhões para 94,7 milhões de toneladas.

• O USDA deverá indicar ainda uma safra brasileira em 2020/21 de 132,3 milhões de toneladas. Em novembro, o USDA indicou produção de 133 milhões de toneladas. A safra argentina também deverá ter sua estimativa cortada, passando de 51 milhões para 50,4 milhões de toneladas.


CHINA A balança comercial da China registrou superávit de US$ 75,42 bilhões em novembro, após o saldo positivo de US$ 58,44 bilhões em outubro, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas do país. Os analistas esperavam superávit de US$ 53,9 bilhões.


CÂMBIO O dólar comercial fechou com ligeira queda de 0,03% no mercado à vista, cotado a R$ 5,1240, após perder força no fim dos negócios e praticamente devolver as perdas da sessão após rumores de que o governo poderia romper o teto de gastos. Ao longo do pregão, a moeda chegou ao menor valor intraday desde junho após o governo de São Paulo anunciar que pretende iniciar a vacinação contra a covid-19 a partir de janeiro.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax