Voltar

Informativo Diário

23/08/2019

ALTA DO DÓLAR AQUECE NEGOCIAÇÕES E COTAÇÕES DA SOJA CHEGAM A R$ 90 NOS PORTOS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja apresentou melhor movimentação nas diversas praças de negociação do país. Acumulando cinco sessões seguidas acima do patamar de R$ 4,00, a moeda norte-americana teve mais um dia de ganhos significativos. Os prêmios também avançaram, contribuindo para que os preços avançassem no mercado doméstico, especialmente nos portos, onde já aparecem indicações na faixa dos R$ 90 por saca. Conforme rumores, ao menos 400 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia no país.

RS: as cotações tiveram alta em um mercado com registro de melhores negócios. Rumores de aproximadamente 100 mil toneladas movimentadas ao longo do dia no estado. Segundo informações, houve indicações na faixa dos R$ 90 para pagamento no mês de dezembro no porto de Rio Grande.

PR: registro de preços mais altos em um mercado com melhores negócios. Segundo rumores, cerca de 100 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia no estado.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão, no farelo e no óleo na quinta-feira. Nas posições spot, as perdas foram de 0,52% no grão, de 0,33% no farelo e de 0,69% no óleo.

• A partir da metade da sessão, uma série de fatores determinou a pressão final sobre as cotações. A indefinição sobre as negociações comerciais entre Estados Unidos e China, o clima de maior aversão ao risco no mercado financeiro e a previsão de clima favorável para as lavouras americanasformaram um quadro baixista para as cotações.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2018/19, com início em 1 de outubro, ficaram em 25.900 toneladas na semana encerrada em 15 de agosto. A Alemanha liderou as importações, com 68.500 toneladas.

• Para a temporada 2019/20, ficaram em 792.600 toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 150 mil a 750 mil toneladas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos(USDA).


CHINA A China afirmou nesta quinta-feira esperar que os Estados Unidos parem com suas ações erradas sobre tarifas, acrescentando que qualquer nova taxa levará a uma intensificação.As informaçõessão da agênciaReuters. Os EUA disseram neste mês que irão adotar tarifas sobre 300 bilhões de dólares em produtos chineses a partir de 1 de setembro, o que efetivamente levaria suastarifas a todas as exportações da China aos EUA. Mas o presidente Donald Trump depois voltou atrás de parte do plano, adiando taxas sobre alguns itens como celulares, laptops e outros produtos ao consumidor para meados de dezembro, na expectativa de reduzir o impacto sobre as vendas de Natal.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em forte alta de 1,19% no mercado à vista, cotado a R$ 4,0790 para venda, na máxima do dia e acumula cinco pregões seguidos acima do patamar de R$ 4,00, acompanhando a aversão ao risco global com investidores cautelosos à espera do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, amanhã no simpósio de JacksonHole. "O ambiente de incertezas fez com que as moedas dos mercados emergentes fossem contaminadas", comenta o diretor da Correparti, Ricardo Gomes. Incertezas quanto a questão da taxa básica de juros nos Estados Unidos.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax