Voltar

Informativo Diário

08/08/2019

DÓLAR ENCOSTA NOS R$ 4 E COTAÇÕES SEGUEM AVANÇANDO NO PAÍS

Na quarta-feira, o mercado interno de soja manteve o ritmo nas diversas praças de negociação do país. Com a moeda norte-americana encostando nos R$ 4 e Chicago encerrando com ligeiros ganhos, os preços da oleaginosa permanecem avançando no mercado doméstico. Entretanto, os agentes já garantiram bons negócios no início da semana e já demonstram mais cautela, aguardando melhores oportunidades. Diante disso, segundo rumores, aproximadamente 250 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia no país.

RS: os preços seguem firmes no estado. Rumores de 50 mil toneladas movimentadas ao longo do dia. No porto de Rio Grande, houve indicações na faixa dos R$ 84 para pagamento no mês de setembro.

PR: aproximadamente 50 mil toneladas negociadas ao longo do dia no estado e as cotações permanecem avançando.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, em queda no farelo e em alta no óleo na quarta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,11% no grão e de 1,74% no óleo, e perdas de 0,71% no farelo.

• Em dia de muita volatilidade, o mercado está buscando posicionamento frente ao relatório de agosto do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado na segunda, 12.

• O anúncio de que os exportadores privados americanos venderam 165 mil toneladas de soja dos Estados Unidos para destinos não revelados com entrega em 2019/20 ajudou na sustentação.

• No entanto, os ganhos foram limitados pela intensificação da guerra comercial entre China e Estados Unidos. A queda acentuada do petróleo no mercado internacional também pressionou os preços.


CHINA A China comprou 38,984 milhões de toneladas de soja em grão do Brasil de janeiro a julho. Os dados são Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Na comparação com o mesmo período do ano passado, as aquisições chinesas tiveram uma queda de 11%. A Espanha é o segundo maior comprador de soja em grão do Brasil, com 1,935 milhão de toneladas, contra 1,773 milhão em igual período do ano anterior. Na terceira colocação está a Holanda com 1,396 mil toneladas, ganho de 25%.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em alta de 0,50% no mercado à vista, cotado a R$ 3,9770 para venda - acumulando oito altas consecutivas e R$ 0,20 de valorização no período - em mais uma sessão de volatilidade e temor com a guerra comercial entre Estados Unidos e China que investidores começam a associar os conflitos com uma futura desaceleração da economia global. O analista de câmbio da Correparti, Ricardo Gomes Filho, reitera que o movimento de fortalecimento da moeda estrangeira, em mais uma sessão, está relacionado a piora da percepção sobre a atividade global.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax