Voltar

Informativo Diário

11/05/2020

FORTE QUEDA DO DÓLAR REDUZ RITMO DO MERCADO, MAS PREÇOS SEGUEM FIRMES NO PAÍS

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana com movimentação razoável nas diversas praças de negociação do país. A moeda norte-americana interrompeu uma sequência de cinco altas e dois pregões de recordes seguidos, atingindo a mínima de R$ 5,72 ao longo do pregão. Porém, a commodity teve um dia positivo em Chicago, ultrapassando os níveis de US$ 8,50 por bushel ao longo do dia e fechando pouco abaixo desse patamar. Com isso, os preços tiveram oscilação mista no mercado doméstico e negócios razoáveis foram registrados no país. A comercialização da safra brasileira de soja 2019/20 chega a 85,2% do volume total esperado, enquanto da nova safra (2020/21) chega a 31,5%.

RS: preços firmes no estado e movimentação razoável reportada. Na região portuária, as indicações permanecem entre R$ 114 e R$ 115 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de junho/julho deste ano. Para embarque e pagamento em meados de abril/maio/21, o comprador segue apontando entre R$ 105,50 e 107,50 por saca. Ao todo, aproximadamente 100 mil toneladas de soja trocaram de mãos no estado.

PR: preços de estáveis a mais baixos e negócios razoáveis no estado. Na região portuária, o comprador sinalizava de R$ 117 a R$ 117,50 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de julho/agosto deste ano. Para embarque no mês de março/21 e pagamento em meados de abril/21, as indicações estavam entre R$ 105 e R$ 106 porsaca.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão, no farelo e no óleo na sexta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,86% no grão, de 1,09% no farelo e de 1,11% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato maio/20 atingiu a máxima de US$ 8,5625 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,4875 por bushel, com alta de 7,25 pontos.

• O mercado reduziu os ganhos registrados mais cedo, se afastando, mas não muito, das máximas do dia. Os contratos foram sustentados pela boa demanda pela oleaginosa norte-americana, confirmada por mais uma venda hoje por parte de exportadores privados. O cenário externo mais favorável, com bons ganhos nos mercados acionários dos Estados Unidos e da Europa, completou o quadro positivo.

• Hoje os contratos chegaram aos maiores níveis desde 23 de abril. A expectativa de que a China compre mais soja dos EUA concedeu algum otimismo ao mercado. A semana foi positiva, com a posição julho dos contratos com o grão fechando em alta de 0,12%.

• Os exportadores privados norte-americanos reportaram ao Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) a venda de 120.000 toneladas de soja para destinos não revelados, com entrega na temporada 2019/20. Toda operação envolvendo a venda de volume igual ou superior a 100 mil toneladas do grão, feita para o mesmo destino e no mesmo dia, tem que ser reportada ao USDA.


CHINA A China está cumprindo o acordo comercial de primeira fase assinado com os Estados Unidos, embora a sua implementação dependa da melhora do ambiente deteriorado pela pandemia do novo coronavírus, disse o principal conselheiro da Casa Branca, Larry Kudlow, em entrevista para a Bloomberg. "A China continua a dizer para os Estados Unidos que tem a intenção de responder aos requisitos e implementar o acordo assinado com os Estados Unidos. Claro que levamos em consideração as condições atuais dos mercados de commodities e das economias", afirmou.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão em queda de 1,57%, sendo negociado a R$ 5,7440 para venda e a R$ 5,7420 para venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,7220 e a máxima de R$ 5,8290. Na semana, o dólar comercial registrou alta de 5,64%. A divisa norte-americana fechou com forte queda, interrompendo uma sequência de cinco altas e dois pregões de recordes seguidos, com o ambiente mais positivo no exterior em meio ao arrefecimento da tensão entre Estados Unidos e China e com dados do relatório de emprego dos Estados Unidos, payroll, abaixo do esperado. Na semana, porém, a moeda teve valorização de 5,64%.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax