Voltar

Informativo Diário

16/04/2020

SOJA RECUA PELO TERCEIRO PREGÃO CONSECUTIVO E MERCADO PERMANECE CALMO NO PAÍS

Na quarta-feira, o mercado interno de soja continuou pouco agitado nas diversas praças de negociação do país. Enfileirando o terceiro pregão consecutivo de perdas, a oleaginosa permanece se afastando dos níveis de US$ 8,50 por bushel em Chicago. Porém, o câmbio avançou pelo terceiro dia seguido, atingindo a máxima de R$ 5,27 por dólar ao longo da sessão. Com bons negócios efetuados nos meses de fevereiro e março, os agentes continuam aguardando melhores oportunidades para voltar a negociar.

RS: dia de mercado calmo e preços inalterados. Na região portuária, as indicações estavam na faixa de R$ 104 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de junho deste ano. No total, pelo menos 15 mil toneladas de soja trocaram de mãos no estado ao longo do dia.

PR: houve alta nos preços, porém pouca movimentação foi registrada. Na região portuária, ainda havia possibilidade de negócios entre R$ 104 e R$ 105 por saca CIF para embarque no mês de julho e pagamento em meados de agosto deste ano.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão e no óleo, e mistos no farelo na quarta-feira. Nas posições spot, as perdas foram de 0,59% no grão e de 0,71% no óleo, e ganhos de 1,63% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato maio/20 atingiu a máxima de US$ 8,5250 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,42 por bushel, com queda de 5 pontos. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com perdas de até 6,75 pontos nos principais vencimentos. O vencimento julho/20 operava com perdas de 0,75 pontos, com negócios a US$ 8,5475 por bushel.

• Foi a terceira sessão seguida de perdas, com o contrato maio atingindo o menos patamar desde 18 de março.

• O mercado segue pressionado pelas perspectivas negativas para a demanda pela commodity americana, em meio à pandemia do coronavírus e seu impacto sobre a economia global. Dados negativos sobre a atividade econômica americana e a queda do petróleo reforçaram o cenário de perdas.

• A Associação Norte-Americana dos Processadores de Óleos Vegetais (NOPA) indicou que o processamento de soja nos Estados Unidos em março ficou em 181,374 milhões de bushels. O mercado apostava em número de 175,163 milhões de bushels processados, contra 166,288milhões de bushels em fevereiro.

• A Associação indicou ainda que os estoques de óleo de soja americanos em março somaram 1,899 bilhão de libras, abaixo do esperado - 2,07 bilhões e do mês anterior, 1,922 bilhão de libras. As exportações de farelo de soja pelos Estados Unidos totalizaram 973.741 toneladas no mês passado, superando o volume de fevereiro, de 762.745 toneladas.


CHINA A China criticou a decisão dos Estados unidos de congelar seu financiamento á Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmando que a decisão enfraquece a instituição em um momento crucial de combate à pandemia do novo coronavírus. "A China expressa sérias preocupações com o anúncio dos Estados Unidos de suspender o financiamento à OMS", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian. "Como a instituição internacional mais autoritária e profissional no campo da segurança global da saúde pública, a OMS desempenha um papel insubstituível na resposta à crise global da saúde pública". Segundo o porta-voz, em coletiva de imprensa, a situação epidêmica global atual é sombria e está em um momento crítico. "Esta decisão dos Estados Unidos enfraquecerá a capacidade da OMS e prejudicará a cooperação internacional na luta contra epidemias. Isso afetará todos os países do mundo, incluindo os Estados Unidos".


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 1,04%, sendo negociado a R$ 5,2430 para venda e a R$ 5,2410 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,2170 e a máxima de R$ 5,2700. A divisa norte-americana voltou a avançar, em sessão de forte aversão ao risco que prevaleceu nos ativos globais, além da volatilidade da moeda no campo positivo. Previsões sobre o mercado de petróleo e dados da economia dos Estados Unidos em março pesaram na sessão e sustentaram a alta da moeda.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax