Voltar

Informativo Diário

05/08/2021

EM DIA VOLÁTIL, SOJA TEM PREÇOS DE ESTÁVEIS A MAIS ALTOS E POUCOS LOTES COMERCIALIZADOS NO PAÍS

Na quarta-feira, o mercado interno de soja continuou pouco movimentado nas diversas praças de negociação do país. Em uma sessão marcada pela volatilidade, a commodity registrou mais um dia de preços nominais e somente lotes pontuais comercializados no país. Tanto Chicago quanto o dólar oscilaram entre os territórios positivo e negativo, porém, durante os picos do mercado, as cotações físicas da oleaginosa avançaram em algumas regiões, mas não o suficiente para dar ritmo à comercialização.

RS: cotações de estáveis a mais baixas em um mercado pouco movimentado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de setembro/21, indicações de compra na faixa de R$ 169 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 168,50. No interior do estado, indicações até R$ 164 por saca FOB para embarque e pagamento em meados de setembro.

PR: dia de pouca movimentação no estado e preços apenas nominais. Para embarque imediato e pagamento em meados de setembro deste ano, indicações de compra entre R$ 168,50 e R$ 169 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicações de compra na faixa de R$ 163 por saca para embarque imediato e pagamento em meados de agosto deste ano, porém sem contrapartida de venda.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no farelo, e em queda no óleo na quarta-feira. Nas posições spot, ganhos de 0,80% no grão e de 1,52% no farelo, e perdas de 0,79% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato agosto/21 do grão atingiu a máxima de US$ 14,0650 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 14,0350 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 2,75 pontos nos principais vencimentos. O vencimento novembro/21 operava com ganho de 0,50 ponto, com negócios a US$ 13,2425 por bushel.

• Após a forte baixa de ontem - a maior diária em mais de quatro semanas - , o mercado teve um dia volátil e marcado por compras de barganha com base em fatores técnicos.

• Mesmo com os boletins indicando clima favorável nos Estados Unidos, o mercado demonstra preocupação com a produtividade da safra americana, mantendo os estoques globais apertados. Os agentes começam a se posicionar, aguardando o relatório de julho do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, que será divulgado no dia 12.

• Amanhã, o USDA vai divulgar os dados de embarques mensais. Diante da ausência de demanda e fraca presença da China, o mercado espera por um número entre 150 mil e 600 mil toneladas.


CHINA Para os investidores ocidentais, a repressão regulatória da China a empresas superestrelas como o Alibaba, Tencent e Didi Global devem parecer suicidas. Qual a melhor forma de minar crescimento do que derrotar algumas das empresas de tecnologia mais bem-sucedidas do mundo? O presidente Xi Jinping discorda. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". Nas estimativas de Xi, há dois tipos de tecnologia: a que está bem ter e a que tem que ter. Redes sociais, comércio eletrônico e outras empresas de internet voltadas para o consumidor são boas de ter, mas em sua opinião a grandeza nacional não depende de ter o melhor grupo do mundo de bate-papos ou compartilhamento de carona.


CÂMBIO Em um dia de altos e baixos, o dólar comercial fechou em R$ 5,1880 para venda, caindo 0,07%. A tônica desta quarta-feira foi o anúncio da taxa básica de juros (Selic), que será feito hoje à noite pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Por ora, os entraves políticos e fiscais ficaram em segundo plano, diferente dos últimos dias. Segundo a economista-chefe do Banco Ourinvest, Fernanda Consorte, "hoje temos um motivo de cautela por conta do Copom, e o quanto o eventual aumento de 1%, esperado pela maior parte do mercado, já está incorporado à essa taxa de câmbio".


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax