Voltar

Informativo Diário

27/01/2020

SOJA TEM QUARTA SESSÃO SEGUIDA DE PERDAS E COMERCIALIZAÇÃO SEGUE EM RITMO LENTO NO PAÍS

Na sexta-feira, o mercado interno de soja encerrou a semana calmo nas diversas praças de negociação do país. Enfileirando o quarto pregão consecutivo no campo negativo, a commodity teve mais um dia de perdas significativas em Chicago. Ao longo do dia, chegou a atingir a mínima de US$ 9,0075 por bushel, fechando pouco acima desse patamar. Porém, o dólar avançou e parte das perdas foram neutralizadas. Com isso, as cotações permanecem predominantemente estáveis e a comercialização segue em ritmo lento no país. Com preços pouco atrativos no mercado doméstico, o foco dos agentes permanece na colheita, que avançou na semana e chegou a 4% da área total esperada.

RS: cotações encerrando a semana de estáveis a mais baixas e o mercado segue em ritmo lento. Na região portuária, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 89/saca CIF para embarque e pagamento no mês de junho, porém poucos lotes foram comercializados.

PR: pouca movimentação no estado e preços em queda. Na região portuária, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 90/saca CIF para embarque e pagamento em meados de fevereiro/21, mas sem registro de lotes significativos comercializados.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão e no farelo, e em queda no óleo na sexta-feira. Nas posições spot, as perdas foram de 0,82% no grão, de 0,20% no farelo e de 1,41% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato março/20 atingiu a máxima de US$ 9,0925 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 9,02 por bushel, com queda de 7,5 pontos. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com perdas de até 7,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento maio/20 operava com perdas de 7,25 pontos, com negócios a US$ 9,16 por bushel.

• O mercado foi pressionado pela confirmação de que a China ainda não elevou significativamente as compras de soja norte-americana após a assinatura da primeira fase do acordo entre os dois países. O feriado Lunar, que começou hoje na China e se estende até o dia 30, deve representar mais uma semana dos chineses fora do mercado.

• O grão fechou próximo das mínimas do dia. Esta foi a quarta queda consecutiva na posição março e a sexta desvalorização nas últimas sete sessões. Na semana, o contrato com entrega em março acumulou retração de 2,98%.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2019/20, com início em 1 de setembro, ficaram em 790.000 toneladas na semana encerrada em 16 de janeiro. Representa uma elevação de 23% frente à semana anterior e um avanço de 59% ante à média das últimas quatro semanas. A China liderou as importações, com 225.900 toneladas. Para a temporada 2020/21, são mais 120.700 toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 600 mil a 1,120 milhão toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA A contagem de mortes e infecções pela disseminação do novo coronavírus da China cresceu, ampliando ainda mais os recursos hospitalares, enquanto autoridades fecham partes da Grande Muralha, cancelam eventos do Ano Novo Lunar e colocam mais cidades em quarentena perto do centro do surto. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". O número de infecções aumentou para pelo menos 881 casos confirmados, disse a emissora de televisão estatal China Central, acrescentando mais de 300 novos casos à contagem oficial do dia anterior. A contagemoficial de mortes aumentou para 26.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de R$ 4,1870 para venda e a R$ 4,1850 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,1660 e a máxima de R$ 4,1920. Na semana, o dólar registrou alta de 0,55%. A divisa norte-americana avançou em viés de proteção em meio ao avanço do coronavírus na China e em outros países da Ásia. Hoje, o segundo caso foi confirmado nos Estados Unidos, o que elevou o mau humor do mercado refletindo nos países de moedas emergentes.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax