Voltar

Informativo Diário

05/02/2020

CHICAGO E DÓLAR AVANÇAM, MAS MERCADO DE SOJA PERMANECE LENTO NO PAÍS

Na terça-feira, o mercado interno de soja permaneceu calmo nas principais praças de negociação do país. A commodity teve mais um dia positivo em Chicago, atingindo a máxima de US$ 8,87 por bushel ao longo do dia no contrato março/20. A moeda norte-americana também avançou, porém não o suficiente para animar o mercado. Diante disso, as cotações tiveram oscilação mista no mercado interno e poucos negócios foram reportados.

RS: preços de estáveis a mais altos e poucos negócios reportados. Na região portuária, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 87/saca CIF para embarque e pagamento no mês de junho, porém poucos lotes foram comercializados.

PR: cotações firmes, mas o mercado permanece calmo. Na região oeste, as indicações estavam na faixa de R$ 79,50/saca para embarque e pagamento curtos, mas sem contrapartida de venda.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no óleo, e mistos no farelo na terça-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,28% no grão e de 1,45% no óleo, e perdas de 0,44% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato março/20 atingiu a máxima de US$ 8,87 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,7950 por bushel, com alta de 2,5 pontos. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 3,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento maio/20 operava com ganhos de 3,25 ponto, com negócios a US$ 8,94 por bushel.

• Após ter batido no menor nível desde dezembro ontem, o mercado se recuperou tecnicamente pela segunda sessão consecutiva.

• Sinais de boa demanda pelo produto norte-americano atuam como fator de suporte, exemplificada pela venda de ontem ao Egito e pelas inspeções de exportação do país acima da expectativa. Para completar, há um otimismo nos mercados em geral. O sentimento é que o coronavírus está mais restrito à China continental e está sendo bem combatido pelo país asiático.


CHINA O presidente da China, Xi Jinping, descreveu a propagação do surto do coronavírus pela China central como um teste importante para o sistema de governação do país e prometeu consequências para os responsáveis que fugirem de seus deveres na resposta à crise. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". Xi disse, durante uma reunião especial de ontem do Comitê Permanente do Politburo do Partido Comunista sobre a resposta do governo ao novo agente patogénico, que "qualquer pessoa que deixar de cumprir suas funções será punida de acordo com a disciplina e a lei", de acordo com a agência oficial de notícias "Xinhua".


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de 0,21%, sendo negociado a R$ 4,2590 para venda e a R$ 4,2570 para compra. Durante o dia, a moeda norteamericana oscilou entre a mínima de R$ 4,2260 e a máxima de R$ 4,2640. A divisa norte-americana avançou em sessão volátil no qual operou em queda em boa parte do mercado, mas interverteu sinal com correção local e proteção após os dados da produção industrial no ano passado, antes de uma agenda de indicadores pesada amanhã.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax