Voltar

Informativo Diário

06/12/2019

EM MAIS UM DIA DE ALTA EM CHICAGO, PREÇOS DA SOJA AVANÇAM E MELHORES NEGÓCIOS SÃO REGISTRADOS NO PAÍS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja apresentou melhor movimentação nas diversas praças de negociação do país. Em Chicago, a oleaginosa registrou seu terceiro pregão consecutivo no campo positivo, contribuindo para a melhora dos preços no mercado físico. Entretanto, a moeda norte-americana enfileirou a quarta queda seguida e impediu uma alta mais consistente das cotações. Segundo rumores, ao menos 100 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia no país.

RS: dia de alta nos preços e melhores negócios reportados no estado. Na região portuária, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 91,40 por saca CIF para embarque imediato e pagamento no final do mês. Na região de Passo Fundo, as indicações estavam na faixa de R$ 82,50 para embarque no mês de março/20 e pagamento em meados de junho/20. Segundo rumores, ao menos 30 mil toneladas de soja gaúcha trocaram de mãos ao longo do dia.

PR: as cotações avançaram no estado e negócios moderados foram reportados. Na região portuária, o comprador sinalizava R$ 90,50 por saca CIF para embarque imediato e pagamento em meados de janeiro/20, patamar onde aproximadamente 20 mil toneladas foram negociadas.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no farelo, e mistos no óleo na quinta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,71% no grão, 1,66% no farelo e 0,06% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato janeiro/20 atingiu a máxima de US$ 8,8875 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,8425 por bushel, com alta de 6,25 pontos. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 10 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/20 operava com ganhos de 10 pontos, com negócios a US$ 9,0250 por bushel.

• Após atingir os menores níveis em três meses na segunda, o mercado ainda se encontra sobrevendido, o que favorece operações de barganha.

• O mercado segue monitorando as negociações entre China e Estados Unidos em busca de um acordo comercial. As fracas exportações semanais apenas amenizaram o impacto altista do cenário técnico.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2019/20, com início em 1 de setembro, ficaram em 683.800 toneladas na semana encerrada em 28 de novembro. Representa uma retração de 59% frente à semana anterior e um recuo de 55% ante à média das últimas quatro semanas.

• A China liderou as importações, com 298.600 toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 600 mil a 1,15 milhão de toneladas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA O presidente norte-americano, Donald Trump, disse que a entrada em vigor de uma nova rodada de tarifas sobre importados chineses, prevista para o próximo dia 15, não foi discutida com autoridades chinesas no âmbito das negociações comerciais, classificadas por ele como positivas. "Não falamos disso com a China. Algo pode acontecer no dia 15, vamos ver como as coisas se desenrolam. De qualquer maneira, as negociações estão indo bem", disse Trump em declarações a repórteres na Casa Branca. A conclusão da fase um do acordo comercial entre Estados Unidos e China era esperado inicialmente para novembro, antes da entrada em vigor da nova rodada de tarifas previstas para o próximo dia 15 e que devem cobrir cerca de US$ 150 bilhões em importações chinesas.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com queda de 0,35%, sendo negociado a R$ 4,1890 para venda e a R$ 4,1870 para compra. Durante o dia, a moeda norteamericana oscilou entre a mínima de R$ 4,1800 e a máxima de R$ 4,2250. A divisa norte-americana acumulou quatro recuos seguidos frente ao real, em sessão de poucos negócios, correção e agenda de indicadores mais fraca. No exterior, a moeda perdeu terreno frente às principais moedas pares e de países emergentes em falta de notícias negativas.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax