Voltar

Informativo Diário

05/04/2021

NA VÉSPERA DO FERIADO, PREÇOS DA SOJA TÊM OSCILAÇÃO MISTA E POUCOS NEGÓCIOS SÃO REGISTRADOS NO PAÍS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja esteve calmo nas principais praças de negociação do país. Na véspera do feriado da Semana Santa, em sessão de realização de lucros, a commodity recuou significativamente em Chicago, chegando a operar abaixo dos patamares de US$ 14,00 por bushel ao longo do dia. Já o câmbio subiu de forma acentuada e retornou aos níveis de R$ 5,70 por dólar, neutralizando parte das perdas da bolsa. Os prêmios voltaram a recuar e estão entre -US$ 0,30 e -US$ 0,20 por bushel na posição abril/21. Já na posição maio/21, estão entre -US$ 0,25 e -US$ 0,15 por bushel. Diante disso, os preços físicos da oleaginosa oscilaram de forma mista e somente negócios pontuais foram reportados no país. Os trabalhos de colheita da nova safra brasileira de soja tiveram avanço regular e atingem 76,2% da área total estimada.

RS: dia de queda nos preços e mercado calmo. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de maio/junho’21, indicações nominais entre R$ 175 e R$ 176 por saca CIF, enquanto no spot a indicação fica em R$ 173. No interior do estado, comprador indicando entre R$ 166 e R$ 167 por saca FOB para embarque e pagamento curtos.

PR: cotações mais fracas e mercado calmo. Para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicação de compra na faixa de R$ 180 por saca CIF na região portuária. Na região oeste, indicação de compra a R$ 165 por saca no disponível.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão e no óleo, e em queda no farelo na quintafeira. Nas posições spot, perdas de 2,42% no grão, de 3,07% no farelo e de 1,49% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato maio/21 do grão atingiu a máxima de US$ 14,5625 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 14,02 por bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com perdas de até 22,5 pontos nos principais vencimentos. O vencimento jul/21 operava com perdas de 19,25 pontos, com negócios a US$ 14,0850 por bushel.

• Após atingir ontem o limite de alta diário, reagindo ao relatório de intenção de plantio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o mercado corrigiu tecnicamente, com fundos e especuladores realizando lucros.

• O fraco resultado das exportações semanais americanas e a expectativa de grande safra brasileira serviram de pretexto para a correção, com os agentes buscando um melhor posicionamento antes do feriado de Páscoa. Na semana, a posição maio subiu 0,18%.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2020/21, com início em 1 de setembro, ficaram em 105.800 toneladas na semana encerrada em 18 de março. Representa um avanço de 4% frente à semana anterior e uma queda de 54% sobre a média das últimas quatro semanas. A China liderou as importações, com 124.000 toneladas.

• Para 2021/22, foram mais 131.000 toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 100 mil e 625 mil toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA Os riscos financeiros da China têm aumentado, e um pequeno número de grandes empresas ainda está vulnerável, disse o vice-chefe do departamento de mercados financeiros do Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país), Zou Lan. As informações são da agência de notícias "Dow Jones". O Pboc se moverá em direção à normalização das medidas de controle para prevenir e neutralizar os riscos ao sistema financeiro, acrescentou Zou, em coletiva de imprensa.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em alta de 1,45% no mercado à vista, cotado a R$ 5,7110 para venda, em sessão de forte amplitude no primeiro pregão de abril, descolado do exterior, em movimento de correção após a forte queda ontem e cautela antes do feriado prolongado aqui e em boa parte do mundo. Na semana, a moeda recuou 0,51%.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax