Voltar

Informativo Diário

29/11/2019

EM DIA DE FERIADO NOS EUA E QUEDA DO DÓLAR, PREÇOS DA SOJA RECUAM E MERCADO PERMANECE TRAVADO NO PAÍS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja esteve travado nas principais praças de negociação do país. Em virtude do feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, a oleaginosa ficou sem seu principal referencial. Já a moeda norteamericana, após três pregões consecutivos de alta, encerrou no campo negativo e chegou a atingir a mínima de R$ 4,2140 ao longo do pregão. Diante disso, com preços pouco atrativos no mercado físico, os agentes mantêm o foco no plantio.

RS: dia de mercado calmo e preços de estáveis a mais baixos no estado. Na região portuária, as indicações estavam na faixa de R$ 88,50 por saca CIF para embarque no mês de maio/20 e pagamento em meados de junho/20. Na região de Passo Fundo, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 86 para embarque e pagamento curtos, mas sem contrapartida de venda.

PR: houve queda nas cotações e não foram reportados negócios relevantes no estado. Na região portuária, as indicações estavam na faixa de R$ 91 por saca para embarque imediato e pagamento no final do mês de dezembro, mas sem registro de lotes significativos comercializados.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CBOT), não houve negociações devido ao feriado nacional de Ação de Graças nos Estados Unidos. As negociações retornam nesta sexta-feira (29). • A China está deixando a porta aberta para um acordo comercial com os Estados Unidos, mesmo que critique fortemente a assinatura do projeto de lei pelo presidente norte-americano Donald Trump em apoio aos manifestantes contra Pequim de Hong Kong. As informações são da agência de notícias "Dow Jones".

• O plantio da soja atinge 39% da área na Argentina. Os trabalhos avançaram 7,7 pontos percentuais na semana e estão 1,7 ponto percentual atrasados em relação ao ano passado. A superfície total foi elevada para 17,7 milhões de hectares. A área plantada no ano passado foi de 17,4 milhões de hectares. Em números absolutos, os trabalhos cobrem uma área de 6,901 milhões de hectares.


CHINA A China considera impedir a entrada no país de autoridades dos Estados Unidos que interferirem nos assuntos de Hong Kong, em resposta às duas leis assinadas pelo presidente norte-americano Donald Trump em apoio aos protestos na região autônoma. "A China está considerando colocar os redatores da Lei de Direitos Humanos e Democracia de Hong Kong na lista de proibição de entrada, impedindo-os de entrar no continente chinês, Hong Kong e Macau", disse Hu Xijin, editor do jornal "Global Times", publicado pelo Partido Comunista da China, no Twitter.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com queda de 0,98%, sendo negociado a R$ 4,2160 para venda e a R$ 4,2140 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,2140 e a máxima de R$ 4,2620. A divisa norte-americana rompeu uma sequência de três altas seguidas que resultaram em recordes sucessivos de valor nominal da moeda estrangeira. A sessão, marcada pela liquidez reduzida em meio ao feriado de ação de graças nos Estados Unidos, iniciou com a intervenção do Banco Central (BC) anunciada ontem após o fechamento do pregão no qual colocou US$ 1,0 bilhão de dólares no mercado à vista.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax