Voltar

Informativo Diário

18/02/2021

MERCADO DE SOJA RETORNA DO FERIADO COM PREÇOS MISTOS E POUCA MOVIMENTAÇÃO REPORTADA

Na quarta-feira, o mercado interno de soja retornou do feriado bastante lento nas principais praças de negociação do país. No retorno do feriado prolongado de carnaval e com liquidez reduzida em uma sessão curta, o câmbio encerrou no campo positivo e permaneceu nos níveis de R$ 5,40 por dólar. Em Chicago, pressionada por um movimento de correção técnica, a commodity fechou praticamente estável. Com isso, os preços físicos da oleaginosa oscilaram de forma mista e somente lotes pontuais foram comercializados ao longo do dia no país.

RS: cotações avançando no estado, porém o mercado permanece vazio de ofertas. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, indicações nominais até R$ 167 por saca. No interior do estado, indicações nominais entre R$ 162 e R$ 163 por saca CIF para embarque e pagamento dentro de fevereiro.

PR: dia de preços mais fracos e mercado travado. Para embarque e pagamento em meados de março/21, indicações nominais na faixa de R$ 163 por saca CIF na região portuária, no melhor momento do dia. Na região oeste, indicações nominais na faixa de R$ 157 por saca no disponível, porém sem lotes significativos comercializados.


CHICAGO(CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, em alta no farelo e em queda no óleo na quarta-feira. Nas posições spot, as perdas foram de 0,07% no grão e de 1,05% no óleo, e ganhos de 0,77% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato março/21 do grão atingiu a máxima de US$ 13,90 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 13,8375/bushel.

• Após subir em cinco das últimas seis sessões, o mercado foi pressionado por um movimento de correção técnica.

• Os operadores seguem monitorando o clima na América do Sul e a evolução da colheita no Brasil e na Argentina. O bom número para o esmagamento dos Estados Unidos em janeiro limitou perdas mais acentuadas.

• A partir de amanhã, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai realizar o seu Fórum Anual, com as primeiras indicações sobre área e produção norte-americana em 2021.


CHINA A China importou 19,5 mil toneladas de soja do Brasil em janeiro de 2021. Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o volume é 98% inferior ao comprado no mesmo período de 2020. O país é o maior comprador da oleaginosa brasileira. Em janeiro de 2021, porém, o maior importador foi a Turquia, com 30 mil toneladas. No mesmo mês do ano passado, o país comprou 91,4 mil toneladas. No geral, as exportações brasileiras de soja em grão totalizaram 49,5 mil toneladas em janeiro de 2021. Em igual período do ano passado foram 1,397 milhão de toneladas.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em alta de 0,78% no mercado à vista, cotado a R$ 5,4160 para venda, em ajuste na volta do feriado prolongado de carnaval e com liquidez reduzida em uma sessão curta. Além de acompanhar o exterior mais negativo para as moedas de países emergentes em dia de valorização global da divisa estrangeira, em meio aos dados mais fortes da economia dos Estados Unidos.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax