Voltar

Informativo Diário

24/04/2019

DÓLAR TEM FORTE ALTA E MELHORES NEGÓCIOS COM SOJA SÃO REPORTADOS

Na quarta-feira, o mercado interno de soja teve melhor movimentação nas diferentes praças de negociação do país. A moeda norte-americana encerrou com forte alta, atingindo a máxima de R$ 3, 9950 ao longo do pregão. Diante disso, os preços tiveram alta no mercado doméstico e, conforme rumores, aproximadamente 100 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia no país. Em relação a Chicago, a oleaginosa encerrou pelo terceiro pregão consecutivo no campo negativo, impedindo uma alta mais consistente nas cotações.

RS: aproximadamente 50 mil toneladas foram negociadas no estado. Os preços tiveram alta e foram reportados negócios em Rio Grande a R$ 77,50 para pagamento em junho. Na região de Passo Fundo, houve registro de negócios na faixa dos R$ 74, também para pagamento em junho.

PR: dia de alta nos preços e melhores negóciosforam reportados no estado.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em queda no grão, no farelo e no óleo nesta quarta-feira. Nas posiçõesspot, perdas de 0,78% no grão, de 0,19% no farelo e 0,49% no óleo.

• Após uma tentativa de recuperação técnica, o mercado voltou a ser pressionado pelo cenário fundamental e pelo desempenho do setor financeiro.

• A fraca demanda por parte da China segue sendo o principal fator de pressão. Com a peste suína atingindo o rebanho daquele país, a procura pelo farelo cai e, em consequência o esmagamento recua. Como reflexo, a procura pela soja americana diminui, ainda mais em meio à ausência de novidades em torno das negociações entre China e Estados Unidos, em busca de um acordo comercial.

• Pelo lado da oferta, há a combinação de uma ampla disponibilidade de produto da América do Sul e a expectativa de área a ser plantada com soja nos EstadosUnidos maior do que o esperado inicialmente.

• O desempenho de outros mercados também pesou sobre os contratos futuros. O petróleo recuou e o dólar se valorizou forte frente a outras moedas, tirando competitividade dos produtos de exportação dos EUA, caso da soja.


CHINA O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que as negociações comerciais com a China estão indo bem. A próxima rodada de conversas entre as delegações dos dois países começará na semana que vem, no dia 30 de abril, em Pequim. "Estamos indo bem no comércio, estamos indo bem com a China", disse o presidente, em comentários a repórteres na Casa Branca ao partir para um evento. Na próxima semana, o representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, vão para Pequim se encontrar com o vice-primeiro-ministro da China, Liu He, que lidera as negociações pelo lado chinês. Na semana seguinte, a partir do dia 8 de maio, as conversas acontecerão em Washington.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em forte alta de 1,63% no mercado à vista, cotado a R$ 3,9870 para venda, no maior valor desde 1 de outubro do ano passado - quando fechou em R$ 4,0190 -influenciado pelo mercado externo onde a moeda estrangeira operou com ganhos expressivos em relação às moedas pares e de países emergentes. Ao longo do dia, com volume de negócios levemente acima da média, o dólar renovou máximas sucessivas encostando no nível de R$ 4,00 (R$ 3,9950; +1,63%).


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax