Voltar

Informativo Diário

24/04/2020

DÓLAR FECHA EM NOVO RECORDE, PREÇOS DA SOJA AVANÇAM E BONS NEGÓCIOS SÃO REGISTRADOS NO PAÍS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja esteve bastante agitado nas diferentes praças de negociação do país. O câmbio segue avançando e renovando máximas, ultrapassando os níveis de R$ 5,50 por dólar. Em Chicago, a commodity abriu com ganhos de até 12,5 pontos nos principais vencimentos e perdeu força ao longo do dia, encerrando com ligeiros ganhos. Com isso, as cotações voltaram a avançar no mercado doméstico e bons negócios foram registrados com soja ao longo da sessão. Rumores apontam aproximadamente 500 mil toneladas de soja trocando de mãos no país.

RS: preços firmes e melhores negócios reportados. Na região portuária, no melhor momento do dia, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 108 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de agosto deste ano. Ao todo, pelo menos 100 mil toneladas de soja trocaram de mãos ao longo do dia.

PR: dia de boa movimentação no estado e preços avançando. Na região portuária, havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 108 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de agosto deste ano. Ao todo, ao menos 200 mil toneladas de soja trocaram de mãos no estado ao longo do dia.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, no farelo e no óleo na quinta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,53% no grão, de 0,13% no farelo e de 0,15% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato maio/20 atingiu a máxima de US$ 8,4875 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,3925 por bushel, com alta de 4,5 pontos. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 1,5 ponto nos principais vencimentos. O vencimento julho/20 operava com ganhos de 1 ponto, com negócios a US$ 8,4350 por bushel.

• As primeiras posições foram sustentadas pela demanda chinesa, mas encerraram bem abaixo das máximas do dia. As mais distantes sentiram o impacto do fraco resultado das exportações semanais americanas e dos temores em torno do impacto do coronavírus sobre a economia.

• Nos últimos dois dias, a China comprou 470 mil toneladas de soja nos Estados Unidos: 198 mil ontem e mais 272 mil hoje, conforme dados do Departamento de Agricultura norte-americano, o USDA.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2019/20, com início em 1 de setembro, ficaram em 344.900 toneladas na semana encerrada em 16 de abril. Representa uma elevação de 41% frente à semana anterior e um recuo de 48% ante à média das últimas quatro semanas. A Espanha liderou as importações, com 63.900 toneladas. A China não figurou entre os principais importadores.

• Para a temporada 2020/21, foram apenas 500 toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 350 mil a 1 milhão de toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA Os casos diários de infecção pelo novo coronavírus na China subiram em 10, para 82.798, segundo a Comissão Nacional de Saúde do país. Já as mortes somaram 4.632, nenhuma a mais do que ontem. Entre os novos casos, seis são importados, ou seja, de pessoas que se contaminaram fora do país, e quatro são de transmissões locais, mostram os dados das autoridades chinesas. Nenhum novo caso foi registrado na província de Hubei, onde o vírus foi detectado pela primeira vez, em dezembro do ano passado, mantendo o número de infectados em 68.128. A província também não reportou nenhuma morte a mais, mantendo o total de óbitos em 4.512.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão em alta de 2,05%, sendo negociado a R$ 5,5230 para venda e a R$ 5,5210 para compra, renovando a máxima histórica de fechamento de ontem. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,4030 e a máxima de R$ 5,5260. A divisa norte-americana avançou novamente, em sessão de forte volatilidade reagindo às notícias do mercado doméstico. Após as apostas de mais corte de juros e de preocupações com a situação fiscal do país, um ruído político elevou a tensão do mercado na segunda parte dos negócios.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax