Voltar

Informativo Diário

19/06/2019

PREÇOS DA SOJA RECUAM NO PAÍS COM QUEDA DO DÓLAR

Na terça-feira, o mercado interno de soja permaneceu em ritmo lento nas principais praças de negociação do país. Acompanhando a forte queda do dólar e Chicago praticamente estável, as cotações da oleaginosa recuaram no mercado doméstico. Segundo informações, somente negócios pontuais foram reportados no país. RS: não foram reportados negócios relevantes ao longo do dia e os preços recuaramno estado. PR: queda nas cotações e não houve registrode negóciosrelevantes.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão, em queda no farelo e em alta no óleo nesta terça-feira. Nas posições spot, ganhos de 0,08% no grão e de 0,67% no óleo, e perdas de 0,70% no farelo.

• O dia foi de volatilidade. Após bater no maior patamar em mais de três meses, o mercado realizou lucros na parte da manhã. Houve um movimento de recuperação logo no início da sessão, quando o petróleo disparou mais de 3%.

• A partir daí o mercado buscou consolidação. O atraso no plantio nos Estados Unidos e a possibilidade de um acordo comercial entre chineses e americanos diminuiu a aversão ao risco no financeiro e ajudou também as commodities.

• O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou ontem o relatório sobre a evolução de plantio das lavouras de soja. Até 16 de junho, a área plantada estava apontada em 77%.

• Em igual período do ano passado, a semeadura era de 96%. A média é de 93%. Na semana anterior, o percentual era de 60 pontos. O mercado apostava em percentual de 79 pontos.

• O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou ter tido uma conversa pelo telefone com o presidente chinês, Xi Jinping, e confirmou seu encontro durante reunião do G-20, que acontece no fim deste mês, no Japão.

• O anúncio é considerado um passo importante para a retomada das negociações comerciais entre os dois países, que está paralisada desde o mês passado, quando Trump acusou o país asiático de voltar atrás em promessasfeitas durante as negociações anteriores.

• A reunião do G-20 (20 maiores potências mundiais) ocorre entre os dias 28 e 29 deste mês, no Japão.


CHINA O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou ter tido uma conversa pelo telefone com o presidente chinês, Xi Jinping, e confirmou seu encontro durante reunião do G-20, que acontece no fim deste mês, no Japão. "Tive uma boa conversa pelo telefone com o presidente chinês, Xi Jinping. Nós vamos ter um encontro maior na próxima semana no G-20, no Japão. Os nossos respectivos times vão começar as conversas antes de nosso encontro", disse pelo Twitter. O anúncio é considerado um passo importante para a retomada das negociações comerciais entre os dois países, que está paralisada desde o mês passado, quando Trump acusou o país asiático de voltar atrás em promessas feitas durante as negociações anteriores.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com queda de 1,02% sendo negociado a R$ 3,8610 para venda. A queda da moeda norte-americana foi vista ante diversos países emergentes após o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, indicar a volta de estímulos econômico para a zona do euro. "Além do cenário externo, tivemos a ação do Banco Central aqui no Brasil tirando a pressão do mercado com leilão de linha", disse Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora de Câmbio. O especialista disse ainda que o ambiente externo está tranquilo e que os investidores aguardam o andamento da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax