Voltar

Informativo Diário

13/12/2019

DÓLAR FECHA ABAIXO DE R$ 4,10 E PREÇOS DA SOJA VOLTAM A RECUAR NO PAÍS

Na quinta-feira, o mercado interno de soja permaneceu travado nas principais praças de negociação do país. Mantendo a tendência de queda, a moeda norte-americana encerrou novamente no campo negativo, ficando abaixo dos níveis de R$ 4,10 pela primeira vez em mais de um mês. Em Chicago, a oleaginosa fechou em alta e permanece flutuando nos níveis de US$ 9 por bushel. Diante disso, as cotações voltaram a recuar no mercado físico e a comercialização permanece travada no país.

RS: o mercado permanece bastante lento e as cotações encerraram estáveis. Na região portuária, na melhor parte do dia, ainda havia possibilidade de negócios na faixa de R$ 90 por saca CIF para embarque e pagamento até o final do mês, mas poucos lotes foram comercializados.

PR: não houve mudança nas cotações e não foram reportados negócios relevantes. Na região norte do estado, as indicações permanecem na faixa de R$ 83 por saca para embarque e pagamento curtos, mas sem contrapartida de vendas.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam em alta no grão e no óleo, e em queda no farelo na quinta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,53% no grão e 2,56% no óleo, e perdas de 0,23% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato janeiro/20 atingiu a máxima de US$ 9,0175 por bushel. No final da sessão, trocava de mãos a US$ 8,9825 por bushel, com alta de 4,75 pontos. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 4 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/20 operava com ganhos de 3,5 pontos, com negócios a US$ 9,1150 por bushel.

• A proximidade de um acordo entre China e Estados Unidos garantiu a sustentação dos preços, após um início no território negativo.

• Os negociadores norte-americanos se ofereceram para reduzir as tarifas existentes pela metade sobre cerca de US$ 360 bilhões em produtos fabricados na China, além de cancelar uma nova rodada de sobretaxas que entrará em vigor no domingo, segundo fontes próximas do assunto. As informações são da agência de notícias "Dow Jones’.

• As partes continuam a trabalhar para estabelecer um acordo comercial limitado que possa ajudar a impedir que um relacionamento bilateral cada vez mais instável afundasse ainda mais.

• A informação das fontes acontece após o presidente norte-americano, Donald Trump, dizer no Twitter que estava muito próximo de um acordo com a China. "Aproximando-se muito de uma grande coisa com a China. Eles querem e nós também!", disse Trump.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2019/20, com início em 1 de setembro, ficaram em 1.050.100 toneladas na semana encerrada em 5 de dezembro. Representa uma elevação de 54% frente à semana anterior e um recuo de 17% ante à média das últimas quatro semanas.

• Destinos desconhecidos lideraram as importações, com 251.400 toneladas.

• Para a temporada 2020/21, foram mais 125 mil toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 500 mil a 1,1 milhão de toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA Os negociadores norte-americanos se ofereceram para reduzir as tarifas existentes pela metade sobre cerca de US$ 360 bilhões em produtos fabricados na China, além de cancelar uma nova rodada de sobretaxas que entrará em vigor no domingo, segundo fontes próximas do assunto. As informações são da agência de notícias "Dow Jones'. As partes continuam a trabalhar para estabelecer um acordo comercial limitado que possa ajudar a impedir que um relacionamento bilateral cada vez mais instável afundasse ainda mais.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com queda de 0,67%, sendo negociado a R$ 4,0940 para venda e a R$ 4,0920 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,0830 e a máxima de R$ 4,1320. A divisa norte-americana encerrou novamente no campo negativo, abaixo do nível de R$ 4,10 pela primeira vez em seis semanas - desde 7 de novembro quando encerrou no mesmo valor. O otimismo do mercado veio com as notícias de que Estados Unidos e China fecharam um acordo comercial.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax