Voltar

Informativo Diário

24/12/2020

PREÇOS AVANÇAM NO PAÍS

Na quarta-feira, o mercado interno de soja continuou travado nas principais praças de negociação do país. A commodity enfileirou o quinto pregão consecutivo de ganhos em Chicago, sendo quatro deles de firme alta. Ao longo do dia, chegou a atingir a máxima de US$ 12,66, sustentando as cotações no mercado físico. Na região portuária de Rio Grande, a saca da soja retornou para os patamares de R$ 150 na safra nova, porém sem negócios significativos reportados. Com a chegada dos feriados de final de ano, o mercado permanece bastante lento, sem negócios aparentes.

RS: dia de alta nos preços, porém o mercado permanece vazio de ofertas no estado. Na região portuária do estado, para embarque e pagamento em meados de julho/21, havia possibilidade de negócios até R$ 150 por saca no melhor momento do dia. No interior do estado, havia possibilidade de negócios entre R$ 144 e R$ 145 por saca CIF para embarque e pagamento em meados de dezembro/janeiro, porém sem contrapartida de vendas. Os trabalhos de plantio no estado atingem, até o momento, 93% da área projetada. As precipitações ocorridas na semana, apesar de volumes e intensidades variadas nas regiões do estado, favoreceram o desenvolvimento dos cultivos e os avanços no plantio.

PR: as cotações avançaram no estado, porém o mercado permanece travado. Para embarque e pagamento em meados de março/21, indicações de compra na faixa de R$ 147 por saca CIF na região portuária, também no melhor momento do dia. Na região oeste, indicações de compra até R$ 142 por saca no disponível, porém não houve registro de volumes significativos comercializados.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão e no farelo, e em alta no óleo na quarta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,92% no grão, de 1,49% no farelo e de 1,97% no óleo. No melhor momento do dia, o contrato janeiro/21 do grão atingiu a máxima de US$ 12,6675 por bushel. Ao final da sessão, trocou de mãos a US$ 12,5875/bushel. Por volta das 14h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 17 pontos nos principais vencimentos. O vencimento março/21 operava com ganhos de 15,5 pontos, com negócios a US$ 12,6550 por bushel.

• Em sessão bastante volátil, as primeiras posições do grão, do farelo e do óleo fecharam em boa alta, enquanto os contratos mais distantes embolsam parte dos recentes lucros acumulados. Mesmo que as exportações semanais norte-americanas tenham ficado dentro do esperado, a China voltou a liderar as compras, fato que é favorável aos preços.

• As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2020/21, com início em 1 de setembro, ficaram em 352.800 toneladas na semana encerrada em 17 de dezembro - menor patamar da temporada. Representa uma retração de 62% frente à semana anterior e um recuo de 47% sobre a média das últimas quatro semanas.

• A China liderou as importações, com 526.400 toneladas. Para 2021/22, foram mais 165 mil toneladas. Os analistas esperavam exportações entre 400 mil e 850 mil toneladas, somando-se as duas temporadas. As informações foram divulgadas pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).


CHINA O plantio de soja na Argentina atinge 77,2% da área, estimada em 17,2 milhões de hectares. No ano passado, foram 17,4 milhões e hectares. Segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, os trabalhos estão 1,9 ponto percentual atrasados em relação ao ano passado. Em números absolutos, o plantio chega a 13,276 milhões de hectares.


CÂMBIO O dólar comercial fechou em alta de 0,71% no mercado à vista, cotado a R$ 5,2000 para venda, no maior valor de fechamento desde 2 de dezembro (quando encerrou a R$ 5,2410), em sessão volátil e de forte amplitude à véspera do feriado prolongado de Natal. O movimento descolado do exterior refletiu o ajuste de posições por investidores locais e a adoção de cautela na reta final do ano. Com isso, a moeda engatou o quarto pregão de alta.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2021 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax