Voltar

Informativo Diário

20/08/2020

MERCADO DE SOJA PERMANECE POUCO OFERTADO E PREÇOS SEGUEM AVANÇANDO

Na quarta-feira, o mercado interno de soja esteve calmo nas principais praças de negociação do país. O mercado permanece pouco ofertado e as cotações seguem avançando. O câmbio disparou perto do fechamento, contribuindo para a subida dos preços. Com as cotações em patamares bastante elevados, a ponta compradora também demonstra cautela e somente negócios pontuais seguem sendo reportados, principalmente na safra nova e para 2022. Na Bahia, rumores de aproximadamente 70 mil toneladas de soja trocando de mãos ao longo dessa semana.

RS: preços de estáveis a mais altos e mercado calmo. Na região portuária, indicações na faixa R$ 131,50 por saca CIF para embarque imediato e pagamento em meados de janeiro/21. Para embarque e pagamento em meados de junho/21, indicações entre R$ 117 e R$ 118 por saca CIF, porém sem contrapartida de venda.

PR: mercado calmo e cotações de estáveis a mais altas. Para embarque em abril/21 e pagamento em março/21, indicações na faixa de R$ 116 por saca CIF região portuária. Na região oeste do estado, rumores de negócios entre R$ 109 e R$ 110 por saca para embarque imediato e pagamento em meados de março/abril/21. Para 2022, indicações na faixa de R$ 114 por saca para embarque e pagamento em meados de fevereiro/22.


CHICAGO(CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CME/CBOT), os contratos futuros do complexo soja fecharam mistos no grão e no farelo, e em alta no óleo na quarta-feira. Nas posições spot, os ganhos foram de 0,05% no grão e de 0,28% no óleo, e perdas de 0,16% no farelo. No melhor momento do dia, o contrato setembro/20 do grão atingiu a máxima de US$ 9,1775 por bushel. No final da sessão, trocou de mãos a US$ 9,1250 por bushel. Por volta das 13h (Brasília), a soja operava com ganhos de até 4,25 pontos nos principais vencimentos. O vencimento novembro/20 operava com ganhos de 2,75 pontos, com negócios a US$ 9,1650 por bushel.

• A sinalização de demanda chinesa pela oleaginosa americana foi ratificada por uma nova venda por parte dos exportadores privados.

• Hoje, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou uma operação envolvendo 192 mil toneladas de soja em grão americana para o mercado chinês.

• Mas os ganhos foram limitados pelas dúvidas em relação às negociações comerciais entre as duas principais economias do mundo. Após o presidente Trump ter adiado uma reunião marcada para o dia 15, a Casa Branca disse que não h[a previsão para um novo encontro.

• O mercado segue acompanhando de perto os resultados preliminares da crop tour realizada pela Pro Farmer. Até o momento, as indicações de rendimento superam o ano anterior e a média das últimas três temporadas. Mas a maior preocupação é com os números de Iowa, onde uma forte tempestade trouxe prejuízos. O relatório final da Pro Farmer será divulgado na sexta.


CHINA Negociadores comerciais dos Estados Unidos e da China planejam se reunir por videoconferência nos próximos dias sobre o progresso no cumprimento dos termos do acordo comercial de primeira fase e ações de Washington contra empresas de tecnologia chinesas, de acordo com oficiais de ambas os países. As informações são da agência de notícias "Dow Jones".


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão em queda de 1,16%, negociado a R$ 5,5350 para venda, refletindo a preocupação e cautela dos investidores com a recuperação econômica dos Estados Unidos nos pós-pandemia. Esse alerta foi feito pela ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central norteamericano). Colaborou para a alta, o risco fiscal do Brasil e o possível estouro do teto de gastos.


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax