Voltar

Informativo Diário

21/01/2020

SEM REFERÊNCIA DE CHICAGO, SOJA TEM DIA DE ESTABILIDADE E POUCA MOVIMENTAÇÃO NO PAÍS

Na segunda-feira, o mercado interno de soja iniciou a semana calmo nas principais praças de negociação do país. Em virtude do feriado do Dia de Martin Luther King nos Estados Unidos, a soja ficou sem seu principal referencial e não houve movimentação relevante ao longo do dia. Já o dólar, encerrou com alta significativa e repetiu o maior patamar de fechamento do ano. Mesmo com os ganhos da moeda norte-americana, o dia foi vazio de negócios e os preços ficaram predominantemente estáveis no mercado doméstico.

RS: as cotações iniciaram a semana de estáveis a mais baixas e não foram reportados negócios relevantes. Na região portuária, as indicações permanecem na faixa de R$ 90,50/saca CIF para embarque e pagamento no mês de junho e R$ 89,50 para abril, porém sem contrapartida de vendas.

PR: preços inalterados e mercado pouco agitado. Na região portuária, o comprador segue oferecendo R$ 91/saca CIF para embarque no mês de fevereiro/21 e pagamento em março/21, mas sem registro de negócios relevantes.


CHICAGO (CME/CBOT) Na Chicago Board of Trade (CBOT), não houve operações nesta segunda-feira devido ao feriado norte-americano do Dia de Martin Luther King. • As exportações de soja em grão do Brasil renderam US$ 227,7 milhões em janeiro (12 dias úteis), com média diária de US$ 23,1 milhões. A quantidade total exportada pelo país no período chegou a 761,2 mil toneladas, com média diária de 63,4 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 364,80.

• Na comparação entre a média diária de janeiro e dezembro, houve uma baixa de 61,4% no valor médio diário exportado, de 61,3% no volume embarcado.

• O preço médio teve queda de 0,3%. Na comparação com janeiro de 2019, houve baixa de 33,8% na receita média diária e de 31,4% no volume. O preço caiu 3,4%.


CHINA O Fundo Monetário Internacional (FMI) elevou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da China em 2020 em 0,2 ponto porcentual (pp), para 6,0%, mas a estimativa para 2021 diminuiu em 0,1 pp, a 5,8%. O Fundo disse que a China passa por uma "desaceleração estrutural" no ritmo de crescimento e que a tendência é de expansão menos intensa com o passar dos anos, mas afirmou que a revisão para cima na estimativa de alta do PIB em 2020 deve-se à perspectiva de remoção de parte das tarifas de importação que os Estados Unidos aplicaram aos produtos chineses.


CÂMBIO O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de 0,62%, sendo negociado a R$ 4,1900 para venda e a R$ 4,1880 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 4,1640 e a máxima de R$ 4,1930. A divisa norte-americana avançou repetindo o maior nível de fechamento do ano registrado em 16 de janeiro, em meio à percepção do mercado local de que o Banco Central (BC) vê espaço para mais cortes de taxa básica de juros (Selic) após a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que o atual patamar da taxa de juros e da cotação do dólar é "o novo normal".


Fonte: CMA Group - Safras & Mercado.





Rod. BR 373 - km 400 | Candói - PR | Brasil - CEP: 85.140-000
© 2020 | Todos os Direitos Reservados. Ultramax